Oswald de Andrade

Monday, July 10, 2006

Canto de regresso à Pátria

Canto de Regresso à Pátria

Minha terra tem palmares
Onde gorjeia o mar
Os passarinhos daqui
Não cantam como os de lá
Minha terra tem mais rosas
E quase que mais amores

Minha terra tem mais ouro
Minha terra tem mais terra
Ouro terra amor e rosas
Eu quero tudo de lá
Não permita Deus que eu morra
Sem que volte para lá
Não permita Deus que eu morra
Sem que volte pra São Paulo
Sem que veja a Rua 15
E o progresso de São Paulo.

Fazendo uma breve análise podemos perceber que com seus versos livres e poucas rimas, típicos do Modernismo, o poema faz as seguintes menções:
· sintetiza toda a pátria brasileira apenas na cidade de São Paulo (foco industrial da época);
· fala das saudades que todo brasileiro exilado sentiria da sua pátria;
· contudo o poeta critica essa tão amada pátria ao fazer uso de “Minha terra tem palmares”;
· dessa forma, o poeta também satiriza as características do Romantismo, já que se trata de uma paródia da Canção do Exílio de Gonçalves Dias;
*e com “Minha terra tem mais terra/ amor/ ouro/ rosas”, o poeta se lamenta de não permanecer nessa bela pátria por ter uma visão mais crítica sobre seus problemas sociais.

0 Comments:

Post a Comment

<< Home